2º dia de HACKATHON CELESC foca na validação de problema e desenvolvimento de protótipo

Na sexta-feira (01/09), doze equipes ficaram até às quatro horas da manhã, acompanhados dos mentores, para o aperfeiçoamento da ideia. Após escolherem um dos temas, que variam entre Inadimplência, Gestão de contratos ou Atendimento, as equipes passaram para a validação da ideia selecionada. Segue a lista das equipes e suas propostas:

Equipe Membros Proposta
DevOz ·         Osvaldo Miguel Junior

·         Andreas de La Martinière P.

·         Christian Zurike Oste

·         Mateus Carlos de Souza

·         José Raupp De Rosa Jr.

IRIS – Sistema de assinatura digital para reduzir custos e tempo na celebração e manutenção de contratos com clientes.
Meca-Solutions ·         Ângelo M. Dalla Vecchia

·         Gustavo Martins da Silva

·         João Antônio Cardoso

·         Rodolfo C. Moretti Schiavi

·         Pedro von Hertwig Batista

WAT – Inteligência artificial capaz de cruzar dados georreferenciados com o perfil de consumo e identificar fraudes.
Mobee ·         Vinícius Silva Silva

·         Rodrigo Marques Demoly

·         Beny Barreto

·         Pedro Henrique Schulze

·         Thiago Saint’Helena da Silva

MOVE – ferramenta que ranqueia, a partir do impacto, possíveis pontos fraudulentos para serem inspecionados.
Time da Casa ·         Guilherme Bertol

·         Marcio Lautert

·         Ayres M.Ulysséa Neto

·         Diego Garcia

·         Cesar Junior

ATHOM R2 – Ferramenta que analisa o cliente peso histórico de consumo afim de apontar possíveis fraudes.
Upositivo ·         Theo La Pastina

·         João Felipe Lell

·         Matheus Ranchuka

·         Alana Caroline Oliveira

Ferramenta que visa aumentar a assertividade na escolha do local a ser inspecionado para a verificação de  fraudes.
Odin ·         Andrews dos Santos Duarte

·         Gustavo Bisognin

·         Fabrícia Giordani

·         Morgana C. Nazário Giordani

·         Antônio S. Fernandes Motta

ODIN – Ferramenta de análise do histórico dos clientes e que cria perfis de pagamento, o qual indica a melhor tratativa a ser usada na cobrança.
FiveVoltz ·         Davi Abreu Wasserberg

·         João Eduardo R. da Fonseca

·         Juliana Martendal de Souza

·         Roger Antônio Lamin

·         Victor Mateus Fermino

Sistema automatizado de atendimento (chatbot) que utiliza uma linguagem natural, integração com redes sociais e mantem um histórico de atendimento do cliente.
Iluminatis ·         Renan Guedert,

·         Paulo L. Vieira Rodrigues

·         Cleber Ferreira Gomes

·         Rodrigo Alves de Alves

·         Franciele Rupolo

Plataforma de cobrança inteligente que analisa o perfil dos clientes, propondo qual a melhor tratativa a ser usada com cada um para combater a inadimplência.
Pégasus ·         Cláudio V. do Nascimento

·         Sidnei José Correia

·         Sidnei José Correia Júnior

·         Viviane Beneri de Mattos

·         Juliano Bachmann

Sistema de gestão que visa aumentar a arrecadação com inadimplências e reduzir os cortes.
Enubits ·         Danilo Ulisses S. Barbosa

·         André Theodoro Carlucci

·         Bruno Franzoni de Souza

·         Marcel de Castilho

·         Guilherme Waess da Rocha

ENERBITS – Plataforma de mapeamento geográfico e classificação de consumo que evidencia possíveis frades, regiões com histórico de furto e reincidências.
Presságio

 

·         Cristian José Przepiura

·         Lucas Holtz

·         João Pedro

·         Luana Marques

·         Willian Dalarosa

CELESTI – Sistema de gerenciamento e monitoramento de furtos que visa reduzir o gasto com despachos de equipes de inspeção através da análise de dados.
Reféns do Gerrit ·         Johnatta Medeiros

·         Namor Alves

·         Rafael Parreira

Smart-Rules – Ferramenta adaptável que traça perfis de clientes, auxiliando na escolha do melhor canal de comunicação com o cliente para a cobrança.

 

Para conduzir os participantes durante esta jornada, foi utilizada a metodologia da VIA Estação Conhecimento a qual ajuda empreendedores a traçar uma linha lógica entre a ideia e a apresentação do pitch para a banca de avaliadores considerando os aspectos de desenvolvimento, negócios e design com foco no problema da organização.

A intenção é fornecer uma lógica que conduza o aprimoramento de uma ideia de negócio; ajudando a identificar em que momento ela se encontra, deixando claro o passo seguinte e permitindo fazer ajustes ao longo do caminho para chegar ao melhor resultado.

O 2º dia foi marcado pela VALIDAÇÃO DO PROBLEMA, onde as equipes verificam se a ideia corresponde, de fato, a um problema real. Em seguida, os participantes tiveram que pensar na SOLUÇÃO e, depois, a VALIDAÇÃO DA SOLUÇÃO com o cliente.

#GoGoGo

Confira como foi!